quinta-feira, setembro 03, 2009

Chegou setembro, vem aí a primavera.

Não quero luxo nem lixo.
Rita Lee

Como vai você?
Assim como eu,
Uma pessoa comum,
Um filho de Deus,
Nessa canoa furada,
Remando contra a maré,
Não acredito em nada,
Até duvido da fé!

Não quero luxo nem lixo
Meu sonho é ser imortal, meu amor.
Não quero luxo nem lixo
Quero saúde para gozar no final!

Ouvi essa música e pensei em como eu a cantava e a sentia na alma assim como Saúde da mesma cantora e autora. E nos últimos dias tenho me sentido meio melancólica e algumas coisas que tenho ouvido me deixaram meio frustrada. Numa das minhas audições ouvi a conversa entre duas mulheres sobre a situação do Bispo Macedo em que elas diziam que não adianta tentarem "derrubar ele" porque ele é bom, ele salva, tira pessoas do vício da droga, do crime, do jogo, da bebida. Elas acreditam mesmo que tudo que é dito é inventado com a única intenção de deixar o maligno tomar conta.
Numa outra, uma aluna se vangloriava de chegar do baile depois das onze e não dá a mínima para as reclamações da mãe, ela demonstrava um certo desprezo pela mãe e isso fez com eu temesse pelo que sentem por mim minhas filhas já que como mãe sempre tenho que fazer o papel de má. Confesso que ando deixando um pouco pra lá algumas coisas mas não estou mais feliz por isso. Por isso acredito que filhos, melhor não tê-los.
Grande abraço e que tenhamos todos um maravilhoso fim de semana.

5 comentários:

BANDEIRA disse...

Olá amiga,

Uma boa reflexão...
Não tive filhos, não sei se foi bom ou ruim...

Bjs

Claudio disse...

Adoro Rita Lee.
Estas músicas são bem anos 80, mas ainda assim, uma boa fase.
Quanto às novas gerações, estão difíceis de serem domadas, mas não acho que a solução seja não ter filhos, mas permanecer na fé de que podemos educá-los.
Bjks

Antonio disse...

Querida amiga : as coisas mudaram muito desde os anos 80,época das melhores canções de Rita Lee, inclusive os jovens.Hoje eles são frios,não tem afeto nem apego à nada e a ninguém...A linguagem deles é diferente das pessoas mais velhas.Talvez a culpa seja nossa, que não soubemos educá-los..Concordo com o Claúdio..força e fé...Um forte abraço e um beijo..boa semana...

Cláudia Gonçalves disse...

Música boa... mas Vanna, como assim melhor não ter filhos?????

Aiaiai... filhos são bençãos, trabalhosas, mas bençãos.

Se cuide, sacuda a poeira e força na peruca!!!!!!!

QQ coisa, estou aqui...

Bjo.

Patty disse...

Essa música é linda sim. Querida, você está bem?
Espero que sim. Se cuida.

Um beijo