quinta-feira, janeiro 26, 2006

Ninguém foge "dela"

Bom dia queridos amigos.
Assisto a várias séries nas quais eles usam a ciência para desvendar crimes. Acho muitoi interessante e sonho com a possibilidade de o nosso país investir nessa área para q não tenhamos tantos casos sem solução, se bem q aqui o q tornam os casos "insolucionáveis", deve ser o poder do dinheiro dos criminosos, já q a cadeia está lotada de criminosos.

Queridos passarei fim de semana em Saquarema em companhia de amigos, se alguém estiver por perto é só ligar 92310379.
Beijos pra todos e um ótimo fim de semana.

No jantar de premiação anual de ciências Forenses, em 1994, o Presidente Dr.
Don Harper Mills impressionou o público com as complicações legais de uma
morte bizarra. Aqui está a história:

Em 23 de março de 1994, o médico legista examinou o corpo de Ronald Opus e
concluiu que a causa da morte fora um tiro de espingarda na cabeça. O Sr.
Opus pulara do alto de um prédio de 10 andares, pretendendo suicidar.

Ele deixou uma nota de suicídio confirmando sua intenção. Mas quando estava
caindo, passando pelo nono andar, Opus foi atingido por um tiro de
espingarda na cabeça, que o matou instantaneamente. O que Opus não sabia era
que uma rede de segurança havia sido instalada um pouco abaixo, na altura
do oitavo andar, a fim de proteger alguns trabalhadores, portanto Ronald
Opus não teria sido capaz de consumar seu suicídio como pretendia.

"Normalmente", continuou o Dr. Mills, "quando uma pessoa inicia um ato de
suicídio e consegue se matar, sua morte é considerada suicídio, mesmo que o
mecanismo final da morte não tenha sido o desejado. Mas o fato de Opus ter
>sido morto em plena queda, no meio de um suicídio que não teria dado certo
por causa da rede de segurança, transformou o caso em homicídio.

O quarto do nono andar, de onde partiu o tiro assassino, era ocupado por um casal de velhos. Eles estavam discutindo em altos gritos, e o marido ameaçava a
esposa com uma espingarda. O homem estava tão furioso que, ao apertar o
gatilho, o tiro errou completamente sua esposa, atravessando a janela e
atingindo o corpo que caía.

Quando alguém tenta matar a vítima A, mas acidentalmente mata a vítima B,esse alguém é culpado pelo homicídio de B. Quando acusado de assassinato, tanto o marido quanto a esposa foram enfáticos, ao afirmar que a espingarda deveria estar descarregada. O velho disse que ele tinha o hábito de costumeiramente ameaçar sua esposa com a espingarda descarregada durante suas discussões. Ele jamais tivera a intenção de matá-la. Portanto, o assassinato do Sr.Opus parecia ter sido um acidente; quer dizer, ambos achavam que a arma estava descarregada, portanto a culpa seria de quem carregara a arma.

A investigação descobriu uma testemunha que vira o filho do casal carregar a espingarda um mês antes. Foi descoberto que a senhora havia cortado a mesada do filho e ele, sabendo das brigas constantes de seus pais, carregara a espingarda na esperança que seu pai matasse sua mãe. O caso passa a ser, portanto, do assassinato do Sr. Opus pelo filho do casal.

Agora vem a reviravolta surpreendente. As investigações descobriram que o filho do casal era, na verdade, Ronald Opus. Ele encontrava-se frustrado por não ter até então conseguido matar sua mãe.
Por isso, em 23 de março, ele se atirou do décimo andar do prédio onde
morava, vindo a ser morto por um tiro espingarda quando passava pela janela
do nono andar. Ronald Opus havia efetivamente assassinado a si mesmo, por
isso a polícia encerrou o caso como suicídio.
Coincidência ou Sincronicidade?
*Josy*
*Vida Longa e Próspera*

9 comentários:

Claudio R. disse...

Impressionante! isto é real ou é a imaginação frutífera de um exímio escritor?

Muito bom vir aqui e Viva a Ciência.

Um forte abraço,

Agora também, todas as segundas feiras, com uma crônica de segunda no Eflúvios Literários : http://vernaculianos.blospot.com

Claudio disse...

Que caso...
Eu acredito em coincidência. Destino talvez.
Curta bastante Saquarema, altos locais. E se der visite o Serguei, o antepassado do rock.

Beijos

Wilian disse...

Desde já ótimo fim de semana a vc em Saquarema então.
Beijão e divirta-se.

Patty disse...

Aiii q delicia hein?
Leva eu???...rs
Um beijo

Márcia(clarinha) disse...

Vanna querida,
aproveita muitooooo esse marzão maravilhoso de Saquarema..
Que história heim? rssss
lindos dias
beijosssssssssssssss

Donizetti disse...

Adoro essas séries, sabia?

Nathali disse...

Docinha..
Obrigado pelo carinho, pela preocupação, pelo telefonema, pela consideração.

Certas Coisas ficam marcadas para sempre no meu coração.
Uma beijoka especial para alguém que sempre me foi especial.

Fatima disse...

Ontem eu li esta materia mas não consegui comentar, eu recebi este texto por e-mail e achei incrivel, muita coincidência ne. Beijos

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,